Mostra: Arte, Cidade e Direitos Humanos.



A mostra aconteceu de 3 a 7 de novembro e compôs parte da programação da Semana Nacional de Direitos Humanos. Durante esses dias, 14 grupos-coletivos de arte realizaram 14 intervenções artísticas no espaço público urbano de Fortaleza. Todas as ações trataram de questões relacionadas a Diretos Humanos e buscaram estabelecer um amplo diálogo com a cidade de fortaleza e o seu habitante.

03/11
Laboratório de Arte Pública-Liquidificador Sem Tampa: 'Pontos de Interrogação'

04/11
Grupo DIPLODOCUS:
'VOCE TEM DIREITO A ESSA TERRA?’

Coletivo E.I.A. - Experiência Imersiva Ambiental: 'Códigos de ética-valores?'

05/11
Grupo Teatro de Caretas: 'O que lhe incomoda? Buscando estratégias de sobrevivência'

06/11
Grupo ACIDUM: 'Craque X Crack’

Companhia Pã: 'Palavra de Ocupação’

Coletivo Curto-Circuito: ‘O quê significa dignidade?’

Coletivo Grafiticidade: 'Pontos de Observação’


07/11
Selo Coletivo: 'Portas’

Coletivo Traços Aleatórios: 'Marias Premium: a Boa’

Coletivo Amplitude: 'Saneamento Básico’

Grupo ANIMA: 'Qual é o espaço/tempo da arte?

Projeto Aparecidos Políticos: ‘Aparecidos Políticos’

Coletivo P.A.R.E. - Provocação Artística Ritual Experimental: ‘FRÁGIL’


De 3 a 7 de Novembro de 2010 – Fortaleza-Ceará-Brasil.
Mostra: Arte, Cidade e Direitos Humanos.
Curadoria e produção: Laboratório de Arte Pública-Liquidificador Sem Tampa
Realização: Secretaria Municipal de Direitos Humanos

Relações Humanas



video

Fomos acionados no mês de Maio de 2010 pela Coordenadoria da Diversidade Sexualda Secretaria de Direitos Humanos do município de Fortaleza, na ocasião da campanha nacional contra Homofobia, para desenvolvermos uma arte-intervenção.
A intervenção artística-educativa foi super afirmativa e propôs levar o educando-transeunte a perceber através de Graffitis simples e provocantes, que a igualdade entre sexos se refere a igualdade de direitos como cidadãos, que cada condição dá origem a existências psicológicas e físicas diferentes que devem se respeitar mutuamente.
A idéia é fazer os Graffitis em comunidades diversas da grande Fortaleza, produzir vídeos-registros das intervenções e criar momentos de exibição e debate.

O Despertar do Instante Presente

Livros espalhados pela cidade: sabe-se lá o que vai acontecer...






video
Está intervenção artística-educativa foi realizada no Dia Mundial do Livro-2010.

Quem têm canto é galinha!

Teatro do Oprimido / Teatro-Fórum

Algo bem interessante aconteceu!
A Coordenadoria do Idoso da Secretaria de Direitos Humanos do município de Fortaleza nos acionou para pensar e realizar uma ação teatral que refletisse sobre os idosos e o assento preferencial nos ônibus.
Propomos trabalhar com a poética do Teatro do Oprimido e criar uma cena de Teatro Fórum. Essa escolha nos rendeu um excelente dispositivo interativo capaz de envolver diversas pessoas discutindo e principalmente agindo.
Fortaleza-2010